quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Gombartha

Esse personagem tem história. Joguei algumas boas aventuras com ele. Já matou de tudo entre homens e monstros. Uma das vezes mais memoráveis foi quando, junto com Salbath, deu cabo de um batalhão com mais ou menos uns 30 guerreiros. Como todo bárbaro que se preze, aprecia uma boa taverna entre uma peleja e outra.

8 comentários:

Anônimo disse...

Bom desenho!

Fran disse...

Tá bom, ÓTIMO desenho!

Welliton L. de Lara disse...

Esse desenho rememoram bons tempos! Uma das grandes lembranças que tenho do Gombartha foi da aventura que mestrei. Cool

a propósito:


Bom desenho..hehehehe

Carlos Luzzi disse...

Sim, foi uma ótima aventura. Lembra do destino do "Leinard"? ou seria Daneilzinho?

Firefoxcwb disse...

Salve!
Longa vida à Garganta.

É um grande privilégio fazer parte deste grupo. Ainda hoje me lembro como queria jogar RPG, isso ainda na sexta série quando via vocês falando linguagens estranhas (kobolds, bardiche, magic missile, fighter, etc...) Lembro do Carlos e do Daniel desenhando mapas na mesa e no caderno uma tabela de thaco... Tudo tão estranho para mim e tão difícil... Ficava no canto prestando atenção nos comentários das aventuras (Dragão Vermelho e Orcs, magias e espadadas para todos os lados). Até um dia eu ter a oportunidade de ingressar no mundo mágico do RPG, o qual nas primeiras aventuras foram desastrosas e cômicas para mim. O meu minotauro burro - ah! como foi ruim jogar com uma massa de músculos com STR 20 e 7 de inteligência ou o meu personagem ladrão que tinha uma história sem pé e nem cabeça, risos... Muitas passagens engraçadas. Porém, com o tempo, fui amadurecendo e tendo um outra visão do jogo. Confesso que sofri bastante no começo, mas não desisti. Pelo amor e pelo ódio fui aprendendo e me moldando. Para mim o marco inicial, como todos sabem, foi o Valtimorh Lirok Vill. Um simples mago com 4 pontos de HP, o qual, aliás que se diga de passagem, não muito definido em seu começo. Influenciado pelo Michou (personagem do Daniel) mas que com o tempo vestiu uma nova roupagem e personalidade. Ah, saudades... uma dia quiçá jogarei com o Valtimorh de volta e será uma grande emoção - o coração até bate mais forte só de pensar - até tenho a roupa dele guardada aqui comigo com carinho e farei questão de jogar caracterizado nas aventuras. Agora me vejo inserido de volta neste mundo tão mágico e é pura alegria. Eternamente jovem como o Peter Pan e ainda me aventurando pelos mundos da fantasia. Um satisfação é pensar que estou iniciando um novo personagem (Iagoeh Liebersimm ou simplesmente Iago para os humanos) um grande desafio e contentamento. Salve a Garganta! Que seja eterna, pois estará sempre em nossos corações até o fim de nossas vidas.

Érico.

Sabrina disse...

Esse personagem é realmente antigo, lembro dele nos cadernos de matemática, livros de história, e até em uma camiseta minha que você desenhou... Espero ver os membros da Gargata do Dragão com cabelos brancos, e copos sobre a mesa com as respectivas dentaduras...hahaha!! Parabéns a todos, esse universo da fantasia é eterno em nossas mentes, que essas reuniões sejam sempre ótimas desculpas para nos vermos sempre!

Carlos Luzzi disse...

Érico, belíssimo comentário. Obrigado por postar aqui. A energia que de vocês é um grande combustível para minha criatividade. Pode ter certeza que Váltimorh está sondando este blog... em breve ele aparcerá por aqui também!

Carlos

Carlos Luzzi disse...

Sá. Thanks for posting here!
bjs!